ESPETÁCULOS

2/4 Romeu e Julieta - 2018

Release:

A releitura do clássico se baseia  no enredo central de Romeu e Julieta, nesse sentido é mantido a eterna desavença entre os Capuletos e os Montéquio, contudo a obra não se aprofundará nessa esfera, mas sim na insistência da mãe de Julieta para casar-se com Páris e, no ininterrupto prélio entre Romeu e Páris pelo amor de Julieta.

 

Em uma sociedade atualmente caótica e frágil, 2/4 – Romeu e Julieta rompe o emaranhado desrespeitoso sobre o que é entendido por amor, e, como o mesmo rege os envolvidos. Similarmente, a obra traz um olhar diferenciado sobre proporção que o amor é assistido, e lido na significância baseada em uma literatura de tragédia clássica.

Coreógrafo

Cesar Dias

 

Assistente

Ana Paula Trevisan

Direção Artística e Produção Executiva: Erasmo Rafael 

Direção de ensaio

Romero Mota

 

Elenco

Balé Cidade de Campina Grande - PB 

 

Música

Max Richter

Figurinos:

Equipe SESI/SENAI-PB e Haendel Melo

 

Máscaras e Adereços:

Haendel Melo

 

Desenho de Luz: Napoleão Gutemberg

 

Dramaturgia: Regina Albuquerque

 

Equipe de Produção:

Allef Connery, Beatriz Vieira, Carol Vieira e Haendel 

 

Duração: 50'

 

In-sólido - 2017

Release:

In-sólido aborda a repressão e a rejeição do indivíduo para o pertencimento em grupos sociais. Indiferentemente, e não obrigatoriamente identificar a qual grupo o indivíduo anseia adentrar, o caráter central postulado aqui é a rejeição imposta por um sólido grupo quase interpenetrável.

 

A questão ressaltada não são os percalços enfrentados para furar as barreiras da aceitação ou imaginação, mas sim a indagação que deveríamos nos fazer quando somos arrebatados pela necessidade de se pertencer a algo.

 

Devemos realmente pertencer a um ou mais grupos? Estaria a nossa felicidade e anseios refletidos na realização do outro? Ou na pífia sensação da carência construída pela sociedade que tende a nos macular com falsas utopias? Por vezes, não pertencer a nada é evidenciar-se perante ao mundo.

Coreógrafo

Cesar Dias

 

Assistente 

Ana Paula Trevisan

Música

The Rules, The Cycle, Dangling Threads - Jeremy Zuckerman, You Don’t Even Know – Nicholas Britell Duração: 40'

Direção de ensaio

 Cesar Dias

 

Figurino

Ateliê Edson Fabrício

Foto

Fernanda Kirmayr

Üngdom - 2015

Release

Retratado em um círculo social que metaforicamente pode ser associado a família ou um grupo de conhecidos. A coreografia aborda a falta da aceitação do outro quando o mesmo não se encaixa nos parâmetros pré-estabelecidos.

A divergência deste cenário se ramifica na estética, relacionamento e comportamento. Nesse contexto o “belo”, ou o que deveria parecer, é trazido de forma contrária e não usual a alegria da dança.

Üngdom é a simbiose da insanidade com a violência, ou seja, a imersão do estranho em busca da aceitação.

"Visito o que não é abordado. Os estereótipos findam o pseudo. da sociedade perfeita que prefere não enxergar a beleza do desconhecido. Eu prefiro a beleza disforme"

Coreógrafo

Cesar Dias

 

Assistente 

Ana Paula Trevisan

Músicas

Dust it off – The Do, Coming Back – Gotye e The very last resort – Trentemller (colagem musical)

Duração: 20’

Direção de ensaio

Cesar Dias

Figurino

Cesar Dias

Foto

Silvia dos Santos

© 2015 - 2020 Todos os direitos reservados a Cesar Dias. Desenvolvido pela Agência Octa.

  • instagram _edited
  • Facebook ícone social
  • Instagram